Postagens

Forte de Coimbra: Ludovina Alves Portocarrero, heroína do Brasil!

Imagem
Por Luiz Eduardo Silva Parreira
Quando a jovem Ludovina Alves de Oliveira casou-se com o 2º Tenente Hermenegildo de Albuquerque Portocarrero, no Rio de Janeiro, no dia de seu aniversário, em 1838, não fazia ideia que 26 anos depois, a 2.000 km a oeste dali, ela entraria para a História do Brasil! Foram dela duas iniciativas que ajudaram na resistência do Forte de Coimbra, em 1864, durante o ataque paraguaio contra o Brasil, primeiro ato da Guerra do Paraguai (1864-1870).
Ludovina* nasceu em Montevidéu, República Oriental do Uruguai, em 8 de novembro de 1825. Era filha do português Pedro José Alves de Oliveira, Capitão honorário e comandante do Depósito da Pólvora da Ilha de Sta. Bárbara, e Maria Eugênia Alves de Oliveira. Assumiu o nome de Ludovina Alves Portocarrero depois de casada e teve 15 filhos: Ludovina, Américo, Carlota, Gabriel, Luiz, Hermenegildo, João, Pedro, Manoel, Henrique, Affonso, Antônia, Cândida, Francisco e Anna. No dia do ataque ao forte de Coimbra, pelo menos oito d…

Dia da Vitória: 70 anos!

Imagem
Por Luiz Eduardo Silva Parreira


Em 8 de maio de 1945, exatos 70 anos, o Velho Continente, acostumado, há quase seis anos, somente a ouvir tiros e explosões, anoitece ao som dos sinos festivos e orações em ação de graças.  Na tarde daquela terça-feira, fora anunciado o cessar-fogo no Teatro de Operações Europeu: era o fim da Segunda Guerra Mundial, naquela parte do mundo. O Japão só viria a render-se em setembro de 1945. 
Por ser um celeiro de histórias, Hollywood não perdeu tempo. Desde os anos de guerra (1939-1945), lançou filme após filme, divulgando as campanhas (reais ou fictícias) de seus Soldados e de Soldados aliados, com a presença dos mais famosos astros dos respectivos períodos.
Passados 70 anos,  ainda é assim!  “Invencível”, de Angelina Jolie; “Corações de Ferro”, com Brad Pitt e até mesmo o fantasioso “Bastardos Inglórios”, de Quentin Tarantino, são alguns exemplos.  Ainda não muito longe se tem: “O Resgate do Soldado Ryan”, com Tom Hanks, Matt Damon, Vin Diesel e direção d…

Forte de Coimbra: 150 anos do ataque paraguaio (26, 27 e 28 de dezembro de 1864).

Imagem
Por Luiz Eduardo Silva Parreira e José Lourenço Parreira.
Há 150 anos, na noite de 26 de dezembro de 1864, uma esquadra paraguaia aporta na imediações do Forte de Coimbra. Sua missão: tomar o forte e a partir dele, avançar até Cuiabá. Começa a Guerra do Paraguai com a invasão do Mato Grosso e o ataque ao Forte de Coimbra!
Na quente manhã de 27 de dezembro 1864, o clima de Natal é bruscamente quebrado no Forte de Coimbra, quando o Tenente-Coronel Hermenegildo Portocarrero, que ali se encontrava em visita de inspeção, recebeu do emissário de Vicente Barrios, comandante da força invasora paraguaia, o ultimato de que se os ocupantes do Forte de Coimbra o deixassem sem resistência, ele não os perseguiria. Caso resistissem, suas vidas estariam sob as “leis do acaso”. 
As letras da mensagem guarani eram suportadas por dez navios de guerra e cerca de 3.200 homens: uma força quase 30 vezes superior ao contingente do Forte de Coimbra, naquela data. 
Mesmo diante do que via, Portocarrero respondeu q…

Forte de Coimbra: o local onde a imagem de N.S. do Carmo foi erguida

Imagem
Por Luiz Eduardo Silva Parreira



Entre os dias 06, 07 e 08 de dezembro de 2013, o Comando Militar do Oeste (CMO) promoveu juntamente com o Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul (IHGMS), uma visita ao Forte de Coimbra, dando sequência ao programa de divulgação daquela histórica praça de guerra. 
Capitaneados pelo General Ferreira (Comandante do CMO) e pelo Professor Campestrini (Presidente do IHGMS), Professores, Pesquisadores, membros do Instituto e membros da Magistratura do Trabalho do Mato Grosso do Sul compuseram a comitiva. Nessa visita, quatro fatos se destacaram. O primeiro, diz respeito ao estudo do local onde o músico Verdeixas ergueu a imagem de Nossa Senhora do Carmo; o segundo, o local por onde os defensores do Forte desocuparam a fortaleza; o terceiro, estudos preliminares para a comemoração dos 150 anos da heroica resistência contra o ataque paraguaio; e, quarto, a primeira visita do Eduardo Pionti Parreira ao Forte de Coimbra :-D



A viagem iniciou-se na manh…